Seu JavaScript está desativado.

LUCIANA OLIVEIRA

PSB

RO

Deputado(a) Estadual

Quem sou


Vim do ventre desta terra, com a mistura de sangue indígena com português.

Sou mãe, madrasta, dona de casa, bacharel em direito, jornalista, representante de Rondônia na Comissão Nacional de Blogueiros do Centro de Estudos Barão do Itararé e incansável militante em defesa dos direitos fundamentais de todos e todas.

Com o http://blogdalucianaoliveira.com.br/blog/ garanto espaço aos invisibilizados na mídia tradicional e rompo as correntes que manietam a liberdade de imprensa aqui e acolá.

Abri atalhos, escrevi como poucos ousaram para tentar transformar condutas de agentes públicos em favor da coletividade.

Fiz muito, mas ainda pouco para a coragem que carrego no peito e a força que vem do povo, da resistência na luta por justiça social e ética na política.

Pela pluralidade de vozes que me encorajaram, assumi a pré-candidatura à deputada estadual de Rondônia, a ser confirmada pelo Partido Socialista Brasileiro – PSB.

Não encaro esse desafio para, vencendo, me adaptar à mesmice e à canalhice, mas para impor minha própria postura no legislativo.

Sou mulher, de opinião, persistente e independente.

Minha pré-campanha é e deve permanecer meu cotidiano.

Essa é minha vantagem, não precisar adaptar discursos e ações. Tenho um histórico de luta com posicionamentos firmes.

Dispenso orientações à adaptação ao padrão que deu errado e ninguém suporta mais,

O que tiver que ser meu, será nosso, sem que eu precise abrir mão de meus valores.

Ao fim desse desafio, quero seguir circulando com desenvoltura na minha cidade, abraçar as pessoas calorosamente e olhar em seus olhos com a franqueza de sempre.

Não tenho a mais remota intenção de deixar a cidade e não tenho fazenda ou apartamento fora do estado para me refugiar, caso frustre quem confiou em mim.

A glória ou fracasso serão suportados coletivamente.

Posso errar, mas não agir dolosamente só para ocupar espaço de poder.

Quero encarar essa batalha para no fim dizer: me dei e saí inteira.


Comecei como vendedora de uma papelaria aos 16 anos. Fui repórter da TV Rondônia (Globo), TV Allamanda (SBT) e TV Meridional, apresentadora e redatora do Sistema Gurgacz de Comunicação - SGC, em Jí-Paraná, chefiei a redação do Diário da Amazônia, a Assessoria de Comunicação e o gabinete da Prefeitura de Porto Velho em 2005. Já fui empresária, sou bacharel em Direito, mas do jornalismo, minha vocação e primeira atividade profissional, não aposentarei nunca.

Atualmente presto serviços de assessoria e trabalho de forma independente com meu blog.

O Partido Socialista Brasileiro, PSB, resume em seu lema minha visão de sociedade adequada à realidade brasileira: socialismo e liberdade.

"Com o fim do Estado Novo, um grupo de 63 pessoas funda, em 1945, a Esquerda Democrática, um movimento organizado em defesa das transformações sociais e das liberdades civil e política. Em 1946, é realizada a primeira convenção e aprovado o programa. A ED se diferenciava da UDN (União Democrática Nacional), que defendia o liberalismo econômico, e dos comunistas adeptos ao stalinismo.Estavam entre os fundadores João Mangabeira, Hermes Lima, Antônio Cândido, Bruno de Mendonça Lima, Paulo Emílio Sales Gomes e José da Costa Pimenta.

A Esquerda Democrática dá origem ao Partido Socialista Brasileiro, que nasce sob o lema “Socialismo e Liberdade”. Em agosto, o primeiro congresso afirma a sua ideologia socialista, ao proclamar a função social da propriedade e o papel do Estado na economia, defender reformas estruturais, a nacionalização de áreas estratégicas, a ampliação dos direitos dos trabalhadores e a garantia da saúde e educação.







Lista de doadores na ‘vaquinha’ virtual de Luciana Oliveira reflete pluralismo social de seu ativismo cibernético


Estreante na política eletiva, candidata a deputada estadual pelo PSB com o número 40.444 recebeu maior valor representativo em doações que muitos veteranos em eleições

Porto Velho, RO – A jornalista e blogueira Luciana Oliveira (PSB) já vê os reflexos de seu ativismo social emplacado através da Internet – principalmente nas redes sociais – na lista de doadores que, espontaneamente, resolveram contribuir com a sua campanha.

Estreante na política eletiva, Luciana concorre ao cargo de deputada estadual por Rondônia com o número 40.444 nas eleições de 2018.

Foi a primeira a lançar no Estado, ainda na pré-campanha, a denominada ‘vaquinha’ virtual (https://goo.gl/zhDP3S) e, de lá para cá, captou quase R$ 3,5 mil de praticamente duas dezenas de colaboradores. Parece pouco, mas em comparação com outros candidatos, revela potencial de mobilização.

Ela levantou 17 doações, enquanto candidatos com mandato apenas 1.

Outros que disputam majoritária, nem menos da metade.

Para Luciana Oliveira, no entanto, o maior valor na listagem está na pluralidade de segmentos representados indicando seu nome como ponte norteadora dos anseios democráticos.

"Minha ‘vaquinha’ revela mais que dinheiro, pluralidade de doadores. É a minha cara!”, disse.

Estão entre os doadores: assistente social, advogado, vendedor, jornalista, empresário, procurador da República, blogueiro de outro Estado, servidor público, artista e até cineasta.

“E é uma consequência do trabalho desenvolvido através das redes sociais e do meu blog, de forma autêntica, independente, completamente sem amarras. Essa adesão se reflete o tempo inteiro durante a campanha com adesões sinceras e despretensiosas”, relatou.

Assessoria Luciana Oliveira (PSB)



O povo elege e no povo o eleito deve pensar primeiro.

O povo é a pluralidade e o dever do legislador é o bem comum.

Só que não é o que acontece em Rondônia e em muitas casas legislativas do país.

Muitos focam a atividade parlamentar em seus currais eleitorais,  em seus interesses pessoais e não no coletivo.

Cito como exemplo a autorização para elevação do reservatório da usina de Santo Antônio na capital, mesmo a empresa devendo condicionantes e compensações do processo de licenciamento.

Os deputados não se preocuparam com os impactos sociais e ambientais, mas com o dinheiro distribuído como esmola aos municípios para garantir a aprovação do aumento do reservatório, inclusive sem o Plano de Segurança de Barragens.

Quer outro exemplo?

A atual legislatura aprovou a criação de um auxílio-alimentação para cada deputado no valor R$ 6 mil e voltou atrás após forte pressão na imprensa e nas redes sociais. Um descarado privilégio que nem deveria ser cogitado.

O que proponho é uma nova postura parlamentar para que a sociedade possa ter orgulho ao invés de raiva, do poder que há muito tempo ganha destaque por escândalos de corrupção.

Vou PROPOR, EMENDAR ou ALTERAR projetos de lei para que representem prioritariamente os interesses da população, respeitando as normais municipais e federais.

Na elaboração do orçamento do estado, vou priorizar investimentos na SAÚDE, EDUCAÇÃO, SEGURANÇA, POLÍTICAS SOCIAIS, INFRAESTRUTURA, NO VIGOROSO SETOR PRODUTIVO, CULTURA, TURISMO, DESENVOLVIMENTO RESPONSÁVEL e BEM ESTAR SOCIAL .

A modernização da gestão pública é passo fundamental para que as coisas funcionem bem. Estarei de olho.

Além de uma postura propositiva, vou cumprir com o dever de fiscalizar o trabalho do governador.

Alguém lembra da última Comissão Parlamentar de Inquérito na Assembleia Legislativa de Rondônia?

Nem eu.

Em áudio clandestino entre o presidente da Casa de Leis e outro deputado, soubemos pela imprensa que o que deveria ser investigado foi ignorado.

Ao longo da minha pré-campanha, saberão mais detalhadamente sobre a postura plural e inclusiva que pretendo adotar.

Por ora, digo apenas que vou fazer o que um deputado deve fazer para servir ao povo e não se servir do povo.

Para isso, proponho um mandato com CONSELHO SOCIAL que se reúna periodicamente para ajudar a construir minha atuação legislativa. Serão bem-vindos ativistas, militantes sociais e políticos, acadêmicos, profissionais de diversas áreas, referentes da cultura, lideranças comunitárias e demais cidadãos que queiram contribuir com ideias, projetos, propostas, críticas e sugestões.

Acompanhe as atualizações desta página.

Não sou uma cara nova, mas uma nova postura na política.

Uma mulher que não vai só ocupar espaço, mas dar voz aos que mais precisam, ao fundamental para que todos exerçam plenamente sua cidadania sem se sentirem excluídos do processo de desenvolvimento.

Uma mulher para defender todos, sobretudo os invisíveis às políticas públicas.

Não represento ameaça a nenhuma parcela da população, porque defendo direitos de todos.

Tenho novas ideais e muita coragem. Vamos mudar juntos o destino de Rondônia?

 

 

 


NomeCPFData/HorárioForma de doaçãoValor

Doe agora mesmo para o candidato(a) LUCIANA OLIVEIRA

Se está pagina estiver fora de nossos Termos e condições de uso clique em "Denunciar página":

Denunciar página